SINDUSCON GRANDE FLORIANÓPOLIS MOBILIZA ASSOCIADOS EM APOIO A CONSTRUÇÃO DE UM CENTRO DE ATENDIMENTO DE COMBATE A COVID-19

O projeto Aliança pela Vida é uma iniciativa das entidades ACIF, ACATE, CDL FLORIANÓPOLIS, SINDUSCON GRANDE FLORIANÓPOLIS, ACM, FIESC e Floripa Sustentável e a Prefeitura de Florianópolis e visa arrecadar R$ 3 milhões

 

Estruturar um Centro de Atendimento Sintomático-Respiratório de combate a COVID-19 para atender e estabilizar pacientes de baixa complexidade, a fim de evitar internação e, com isso, diminuir a pressão nas emergências dos hospitais da Capital catarinense.

 

Este é o objetivo do projeto Aliança pela Vida, estruturado por sete entidades – ACIF, ACATE, CDL FLORIANÓPOLIS, SINDUSCON GRANDE FLORIANÓPOLIS, ACM, FIESC e Floripa Sustentável – e a Prefeitura de Florianópolis.

 

A Estruturação

 

O Centro de Triagem deverá ser estruturado na sede da Associação Catarinense de Medicina (ACM), na SC-401. A meta é prestar atendimento por um prazo inicial de dois meses, que poderão ser prorrogados, até que as medidas de imunização e distanciamento possam ter maiores resultados no controle da atual crise.

 

A estrutura será voltada a todos os pacientes com suspeita ou confirmação da COVID-19. Os pacientes poderão permanecer em observação para a estabilização clínica e/ou receber orientações com monitoramento médico em casa, por aplicativo digital próprio para o acompanhamento individual.

 

Profissionais e Capacidade de Atendimento

 

Serão disponibilizados três médicos por turno, além de dois médicos para a triagem inicial, 18 enfermeiros e 36 técnicos de enfermagem em revezamento para atendimento 24 horas. A estrutura deverá contar com 60 cadeiras reclináveis, nas quais os pacientes poderão receber atendimento, medicamentos e oxigênio, se necessário.

 

As entidades e a prefeitura entederam que a medida é urgente e que deve ser seguida de outras ações que a parceria das entidades pretende implementar, tais como a intensificação do uso de inteligência de dados e apoio ao processo de vacinação, além da ampliação nos dias e horários de atendimento nas UPAs e Centros de Saúde da Prefeitura.

 

“Embora reconheçamos que a responsabilidade é do poder público, não podemos nos furtar de participar deste importante momento em defesa da Vida. Estamos falando em Vida e, portanto, estamos falando dos nossos colaboradores, familiares e demais pessoas do nosso convívio. Muitos vão precisar de atendimento nos próximos dias e, conforme apontam os índices mais recentes, é comprovado que o atual cenário não vai garantir atendimento. Por tudo isso, este projeto é de extrema importância e fica aqui o meu convite a todos os associados do Sinduscon Grande Florianópolis. Vamos defender a vida e dar a contribuição de nosso setor, um dos mais importantes da economia brasileira”, ressalta Marco Aurélio Alberton, presidente do Sinduscon Grande Florianópolis.

Como contribuir? 

Após o termo de cooperação entre as entidades e a prefeitura, a proposta deve ser também encaminhada ao Governo do Estado, para o apoio à iniciativa. Para viabilizar o projeto são necessários R$3 milhões – meta de todas as entidades envolvidas – e a  Prefeitura – que, juntas, estão mobilizando seus associados a participarem desta ação.

Os associados do Sinduscon Grande Florianópolis devem entrar em contato com a Entidade e registrar a intenção de doação ao projeto. A Entidade emitirá um boleto específico, intitulado “Projeto Aliança pela Vida”. A totalização dos valores arrecadada será repassada à equipe de Governança do projeto, juntamente com a lista das empresas participantes. Os contatos podem ser realizados via telefone (48) 3206-6576, e-mail [email protected]  ou via WhatsApp 4899148-7018.

Acompanhe mais notícias da Entidade através do site www.sinduscon-fpolis.com.br.

Receba novidades no seu email

Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura para você. Ao continuar a navegação em nosso site você concorda com o uso dessas informações