Novas regras: o que esperar da área de Segurança e Saúde no Trabalho em 2022?

O ano de 2022 será de mudanças efetivas na área de Segurança e Saúde no Trabalho. Isso porque muitas alterações de normas e programas definidos em 2021 têm o mês de janeiro como prazo inicial para começarem a funcionar.

Quer saber quais são? Continue a leitura e fique por dentro de tudo!

Quais serão as principais mudanças na área de Segurança e Saúde no Trabalho?

Visando a maior qualidade de saúde e segurança aos trabalhadores, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) reformulou diversas Normas Regulamentadoras, a fim de torná-las mais fáceis de serem compreendidas e também aplicadas ao dia a dia das empresas.

Algumas alterações entraram em vigor ainda em 2021 e outras serão iniciadas a partir de janeiro de 2022. Esse período foi considerado para que as empresas tivessem tempo hábil para se adequarem às novas condições.

Entre as principais mudanças, destaca-se a implementação do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR), cujo um dos objetivos é o gerenciamento de todos os tipos de riscos ocupacionais presentes na indústria.

Este programa foi criado segundo a Norma Regulamentadora NR-1, pela Portaria MTb nº 3.214, de 08/06/1978, com sua ultima atualização pela Portaria SEPRT nº 6.730, de 09/03/2020. Sendo assim é obrigatório o cumprimento das orientações definidas nesta norma em todo setor produtivo do país.

Outra mudança considerada importante é a digitalização de processos e documentos, o que poderá ser realizado por meio de programas como o eSocial.

A NR-1 considera disposições gerais quanto a essa nova forma de cumprir com as obrigatoriedades trabalhistas no formato digital, como você pode conferir abaixo:

1.6.1 As organizações devem prestar informações de segurança e saúde no trabalho em formato digital, conforme modelo aprovado pela STRAB, ouvida a SIT;

1.6.2 Os documentos previstos nas NR podem ser emitidos e armazenados em meio digital com certificado digital emitido no âmbito da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), normatizada por lei específica;

1.6.3 Os documentos físicos, assinados manualmente, inclusive os anteriores à vigência desta NR, podem ser arquivados em meio digital, pelo período correspondente exigido pela legislação própria, mediante processo de digitalização conforme disposto em Lei;

1.6.3.1 O processo de digitalização deve ser realizado de forma a manter a integridade, a autenticidade e, se necessário, a confidencialidade do documento digital, com o emprego de certificado digital emitido no âmbito da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).

1.6.4 O empregador deve garantir a preservação de todos os documentos digitais ou digitalizados por meio de procedimentos e tecnologias que permitam verificar, a qualquer tempo, sua validade jurídica em todo território nacional, garantindo permanentemente sua autenticidade, integridade, disponibilidade, rastreabilidade, irretratabilidade, privacidade e interoperabilidade.

NRs que entram em vigor a partir de 03/01/2022

Além das mudanças citadas acima, outras NRs atualizadas também passarão a valer a partir de janeiro. São elas:

 

  • NR-5: Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA;
  • NR-7: Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO);
  • NR-9: Avaliação e Controle das Exposições Ocupacionais a Agentes Físicos, Químicos e Biológicos;
  • Anexo 3 e 8 da NR-15: Atividades e Operações Insalubres;
  • NR-17: Ergonomia;
  • NR-18: Condições de Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria da Construção;
  • NR-19: Explosivos;
  • Entre outras normas não ligadas diretamente a construção civil.

 

eSocial: Grupos 2 e 3 devem se atentar ao prazo de cadastramento

 

Mais uma mudança relevante na área de Segurança e Saúde no Trabalho para 2022 é a adequação das empresas dos grupos 2 e 3 no eSocial.

Conforme o cronograma lançado pela Receita Federal, a partir de janeiro, essas empresas precisam cadastrar as informações de saúde e segurança do trabalhador no sistema.

Fazem parte do grupo 2 as empresas com faturamento inferior a R$ 70 milhões, exceto empresas optantes pelo Simples Nacional, que estão enquadradas no grupo 3.

Agora que você sabe quais são as principais mudanças na área de Segurança e Saúde no Trabalho, é hora de avaliar se sua empresa está adequada às novas condições.

Para isso, conte com a experiência do Seconci Grande Florianópolis. Entre em contato com a equipe comercial e saiba como se tornar um contribuinte.

 

📌 ATENDIMENTO SECONCI

☎ Tel: (48) 3204-7265

📱 WhatsApp: (48) 99148-7018

🖱 Site: https://sinduscon-fpolis.org.br/seconci

📧  [email protected]

🚩 Av. Mauro Ramos, 1366, Centro, Florianópolis

⏱ Horário de atendimento: Segunda a sexta das 7h30 às 12h e das 14h às 17h30.

 

Receba novidades no seu email

Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura para você. Ao continuar a navegação em nosso site você concorda com o uso dessas informações