Notícias
20/02/2013 -
Quem casa, quer casa
Constituir uma fam??lia faz parte da trajet??ria humana, desde os prim??rdios de sua hist??ria. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estat??stica (IBGE) de 2011 apontam para o crescimento de 11% no n??mero de casamentos na capital catarinense, em compara????o ao ano anterior. E a materializa????o desse desejo quase sempre est?? ligada ?? compra da casa pr??pria. O dito popular consagrou: ???quem casa, quer casa???. Da mesma forma, os jovens querem independ??ncia cada vez mais cedo e morar sozinho faz parte desta nova fase da vida. A Caixa Econ??mica Federal afirma que este segmento corresponde ?? maioria nas contrata????es de cr??dito imobili??rio do Brasil. O que impulsiona esse novo nicho de mercado ?? a facilidade de financiamento e longos prazos para pagamento, como o Minha Casa, Minha Vida. Mas apesar da grande procura por im??veis, o setor pode passar por um momento de choque de ofertas. Cortes de novos investimentos, falta de incentivos do governo, ou mesmo medidas restritivas, podem ocasionar o desaceleramento do setor. Quando a procura ?? maior do que o mercado tem a oferecer, o pre??o tende, naturalmente, a aumentar. Se a constru????o civil formal retrai, a cidade tamb??m perde, pois os impostos pagos pelo setor possibilitam melhorias em ??reas primordiais como sa??de, transporte e educa????o. O bem-estar da sociedade est?? atrelado ao desenvolvimento sustent??vel da urbe. As cidades precisam crescer com planejamento para gerar empregos, rendas qualificadas, atrair turistas e investimentos. A pesquisa do IBGE 2010 sinaliza que 85% da popula????o brasileira habitam as cidades. O processo migrat??rio do campo para os centros urbanos ?? uma realidade em nosso pa??s. Por??m, nem todos novos moradores t??m condi????es de comprar um im??vel formal, ent??o, onde viver??o esses habitantes? Para n??o agravar a faveliza????o, ?? preciso que o governo desenvolva pol??ticas p??blicas de habita????o decentes para os mais carentes.