Notícias
04/06/2012 -
BB faz corte agressivo e se iguala ?? Caixa na habita????o

Folha de S. Paulo - S??o Paulo/SP - HOME - P. B1 - 02/06/2012
TONI SCIARRETTA DE S??O PAULO

O Banco do Brasil anunciou ontem um corte agressivo nos juros do financiamento imobili??rio, que o coloca em condi????es e taxas praticamente iguais ??s oferecidas pela Caixa Econ??mica Federal, l??der absoluta da habita????o.
Para im??veis de at?? R$ 500 mil, a taxa foi reduzida de 10% ao ano para 8,9% e pode cair para 8,4% se o cliente pagar em dia e para 7,9% se tiver conta-sal??rio.
S??o taxas que s?? a Caixa Econ??mica Federal, que tem 75% do financiamento imobili??rio, pratica no pa??s.

A essas taxas soma-se a TR (Taxa Referencial), que est?? praticamente zerada.
Segundo Alexandre Abreu, vice-presidente de varejo, o BB quer se tornar at?? 2015 o segundo maior banco no financiamento imobili??rio brasileiro, segmento do cr??dito com maior potencial de crescimento nos pr??ximos anos.

Hoje, o BB tem R$ 8,6 bilh??es em empr??stimos habitacionais, a quinta posi????o, atr??s de Caixa (R$ 164,6 bilh??es), Ita?? (R$ 21,4 bilh??es), Santander (R$ 16 bilh??es) e Bradesco (R$ 15,5 bilh??es).
Apesar de ser o maior banco brasileiro, o BB s?? entrou em 2008 no cr??dito imobili??rio. At?? ent??o, o banco tinha a prerrogativa de destinar 65% dos recursos da poupan??a para o cr??dito agr??cola, e n??o ao imobili??rios, como os demais bancos.
"Durante 200 anos, o BB n??o tinha cr??dito imobili??rio na prateleira. Nada mais natural trazer essa opera????o para o BB, que tem a maior base de clientes do pa??s. O empr??stimo imobili??rio ?? uma ??ncora para fidelizar o cliente, que fica com voc?? durante 10, 20, 30 anos", disse Gueitiro Matsuo Genso, diretor de cr??dito imobili??rio.
PAGAMENTO EM DIA

O novo desconto para pagamento em dia ser?? informado por e-mail, SMS ou carta poucos dias antes do vencimento e ser?? descontado no pagamento da presta????o.
Todas as novidades valem a partir de segunda-feira.

As melhores condi????es ser??o dadas a novos financiamentos e a clientes que vierem de outros bancos. Se o cliente tiver conta-sal??rio, a taxa pode cair de 8,4% para at?? 7,9%, mas clientes com financiamento j?? em curso n??o ser??o beneficiados pelas novas taxas e condi????es.

Segundo o BB, um financiamento de R$ 240 mil em 25 anos pode ter uma economia de at?? R$ 2.272 no primeiro ano e de aproximadamente R$ 28 mil no per??odo total.

No caso de im??veis com valor acima de R$ 500 mil, a taxa caiu de 11% ao ano para 10% mais TR. Os juros podem cair para 9,5% se o cliente for pontual e para 9% se mantiver conta-sal??rio no BB.