Notícias
05/04/2012 -
SETOR DE MATERIAIS FICA FORA DO PACOTE DE BONDADES

Ausente na lista de medidas de apoio ??s ind??strias divulgadas na ??ltima ter??a-feira pelo governo, o setor de materiais da constru????o ainda luta por melhorias. O presidente da Associa????o Brasileira da Ind??stria de Materiais de Constru????o (Abramat), Walter Cover, participou de reuni??o com a presidente Dilma Rousseff, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel al??m de representantes de outros setores, de an??ncio de novas medidas, mas n??o ouviu novidades para o setor durante o an??ncio do pacote de bondades.
Entretanto, mesmo sem ter sido destacado, o setor ainda busca por melhorias e j?? aponta pleitos de isen????o de IPI, de acelera????o de programas habitacionais e de incentivos para o setor, na expectativa de que componham pautas futuras do governo. Cover garantiu que todos os assuntos voltados ao setor da constru????o ser??o acompanhados de perto pela Abramat, em reuni??es com os Minist??rios da Fazenda, MDIC e outros.
Apesar da aus??ncia de novidades, Walter Cover disse que vislumbra um horizonte otimista. "A reuni??o foi ben??fica, pois mostra que o governo est?? atento aos setores industriais. Preocupado com os setores, criaram-se conselhos e neles ser??o discutidas e pleiteadas futuras medidas estimulantes e a Abramat estar?? presente nessas conversas", alerta .
A inten????o do setor de materiais de constru????o era de que j?? houvesse medidas que incentivassem diretamente o crescimento. Isso porque no ano passado o setor iniciou 2011 com uma previs??o de crescimento de 9% e chegou ao fim do mesmo ano com apenas 2,5%. "O que nos deixa animados ?? a posi????o do governo quanto a Resolu????o 72, que daria fim a ??Guerra dos Portos??. Para n??s ?? importante essa medida, pois trar?? maior fiscaliza????o nos portos, competitividade nivelada e seguran??a comercial", avalia Cover.
Abramat
Conforme disse, desde a sua funda????o, em abril de 2004, a Abramat acompanha e contribui para o crescimento da constru????o civil no pa??s, atuando como interlocutora do setor, junto ao Governo e aos demais agentes da cadeia produtiva da constru????o .

A entidade conta atualmente com 49 empresas filiadas, que s??o as l??deres na fabrica????o de materiais de constru????o dos diversos segmentos. Entre os temas que representam os focos de atua????o da entidade est??o: a competitividade da ind??stria, a desonera????o fiscal de materiais para constru????o, a conformidade t??cnica e fiscal na produ????o e comercializa????o dos materiais, a profissionaliza????o da m??o-de-obra da constru????o e a responsabilidade s??cio ambiental.

Fonte: CBIC