Notícias
11/07/2011 -
Constru????o programada

O estoque de ??reas a serem constru??das est?? ficando cada vez mais comum, podendo ser uma boa alternativa tanto para o propriet??rio quanto para as incorporadoras. Por meio do land bank (em portugu??s, banco de terrenos) ?? poss??vel garantir a constru????o futura de empreendimentos programados, ainda mais levando-se em conta o tempo necess??rio para a an??lise e aprova????o dos projetos. Para o dono do terreno significa facilidade na comercializa????o.
 Agilidade e rapidez no recebimento do pagamento s??o outras caracter??sticas positivas do land bank. Al??m da comodidade de n??o precisar perder tempo com quest??es burocr??ticas, que dizem respeito ??s documenta????es e outras medidas necess??rias para autentica????o do neg??cio.
 Isso porque, ao contar com uma empresa que intermedeia o neg??cio, ?? poss??vel ter mais clareza do processo que envolve a negocia????o, como revela a coordenadora de marketing da Gran Viver Urbanismo, Grazielle Quirino. "A intermediadora no neg??cio ?? a que mostra a regra do jogo, como funciona a parceria", diz.
 Vice-presidente das incorporadoras da C??mara do Mercado Imobili??rio e Sindicato das Empresas do Mercado Imobili??rio de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), Evandro Negr??o de Lima J??nior reconhece o ganho de tempo no que se refere ??s quest??es burocr??ticas. "Quem tem que se preocupar com aprova????o do projeto do empreendimento e com o processo de constru????o ?? a construtora.??? Mas isso n??o quer dizer que o dono da ??rea n??o ter?? que desembolsar dinheiro, como esclarece Negr??o de Lima. "O propriet??rio do terreno tamb??m tem encargos burocr??ticos, pois tem de apresentar todas as certid??es dele e do terreno para a efetiva????o da venda ou permuta."
 Para as construtoras, ainda h?? outras vantagens em contar com o land bank, segundo o vice-presidente. ?? que elas podem comprar terrenos mais baratos, "j?? que ser?? uma compra imediata, para ser lan??ado no futuro como um produto mais caro."
 A forma????o de um grande estoque de terrenos tamb??m ?? vista como positiva por Grazielle. "Com essa forma de trabalho, criamos uma margem, pois o processo de legaliza????o da constru????o pelas prefeituras ?? moroso."
 Isso permite um trabalho simult??neo, que envolve todos os passos necess??rios para viabilizar mais de uma constru????o ao mesmo tempo. "Enquanto estamos construindo um empreendimento, trabalhamos para a libera????o da incorpora????o de outro", diz a coordenadora de marketing.

Fonte: Jornal Estado de Minas/MG