Financiamento imobiliário apresenta forte avanço

Os financiamentos imobiliários com recursos das cadernetas do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) estão apresentando resultados notáveis. A cada mês, o aumento porcentual em relação a igual período do ano passado vem sendo maior. Isso ocorreu tanto nos dois primeiros meses do ano, ou seja, quando a base de comparação não mostrava o efeito da pandemia da covid-19, como nos seguintes. O resultado acumulado dos cinco primeiros meses deste ano, com financiamentos de R$ 77,38 bilhões, é de crescimento de 127% na comparação com igual período do ano anterior, de acordo com o boletim da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

O desempenho dos negócios em maio teve grande influência no resultado do ano. Naquele mês, os financiamentos imobiliários somaram R$ 17,47 bilhões, o maior volume nominal mensal para maio em toda a série de pesquisa da Abecip. É um valor 144,9% maior do que o de maio de 2020 e 4,6% acima do de abril deste ano.

Entre junho de 2020 e maio último, o total de financiamentos com recursos das cadernetas de poupança alcançou R$ 167,28 bilhões, 96,5% maior do que o do período anterior.

De janeiro a maio, foram financiados 331,8 mil imóveis com recursos da poupança do SBPE, 160,1% mais do que nos primeiros cinco meses de 2020. No resultado acumulado de 12 meses até maio, o total vendido alcançou 630,98 mil unidades, 98% mais do que no período precedente (318,61 mil unidades).

O mercado apresentou resultados exuberantes na primeira década deste século. Mas, à medida que se aprofundava a crise do governo da presidente Dilma Rousseff, os resultados passaram a piorar. Os altos índices de expansão praticamente desapareceram já no final do primeiro mandato de Dilma (2010-2014) e se transformaram em perdas expressivas nos três anos seguintes. Mas a recuperação tem sido firme nos últimos anos.

Decerto a pandemia afetou muitas decisões familiares a respeito da compra de imóvel. Mas o que as estatísticas da Abecip mostram é que, a despeito do impacto que a crise da covid-19 possa ter tido sobre o mercado imobiliário a partir de março do ano passado, ela não rompeu a recuperação contínua dos financiamentos com recursos das cadernetas observada a partir de 2018.

 

Fonte: https://www.abecip.org.br/imprensa/noticias/o-forte-avanco-dos-financiamentos-imobiliarios

Receba novidades no seu email

Usamos cookies para personalizar o conteúdo, adaptar e medir anúncios, além de oferecer uma experiência mais segura para você. Ao continuar a navegação em nosso site você concorda com o uso dessas informações